Hospital da vida em Dourados recebe doações do Renegados Moto Clube




Em retribuição ao atendimento recebido no Hospital da Vida, família de Ponta Porã conseguiu a doação para a unidade de quatro cadeiras de rodas e uma cadeira de banho através de ação do Moto Clube “Renegados”. Os equipamentos serão de importante contribuição para os serviços prestados pelo hospital.

A doação foi conseguida junto ao grupo de motociclistas pelo comerciante Carlos Roberto Holosbach que teve o filho Renan Holosbach quase um mês internado no hospital após um acidente de carro. O rapaz chegou à unidade com fraturas em diversas partes do corpo e precisou ficar mais de uma semana na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Carlos Roberto lembra que Renan chegou ao HV praticamente em coma. “Não faltou remédio, não faltou médico, não faltou comida”, lembra o pai. Ele conta que praticamente “morou” no hospital e que neste período foi muito bem atendido.

Renan afirma que o trataram “super bem”. Três meses após o acidente, ele disse que só está vivo hoje devido ao atendimento recebido no Hospital. “Graças ao hospital, aos doutores, até a moça da faxina desse hospital vale a pena. O que eles fizeram por mim aqui nem um hospital particular faria. Eu não me sentiria tão bem como me senti aqui”, disse.

Como estudante de medicina, o projeto de Renan após terminar a faculdade é conseguir o registro no CRM (Conselho Regional de Medicina) e trabalhar no Hospital da Vida. “O que eles me deram eu quero devolver um pouco”, disse.

A gratidão da família demostra o resultado de um trabalho gradativo realizado pela Prefeitura de Dourados desde o ano passado e que aos poucos, melhora o atendimento do Hospital da Vida a cada dia nos mais diversos aspectos. Desde a estrutura predial e de equipamentos, quanto a humanização ao lidar com os pacientes.

 

 

A mudança começou quando o prefeito Murilo criou a Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados) no ano passado e através dela assumiu a administração do Hospital da Vida. A unidade que estava em situação caótica, aos poucos ganha uma nova imagem.

Todo o prédio foi reformado, ainda houve diversas obras de reparo com troca de móveis e equipamentos que já não estavam mais em condições de uso. Também há obras de ampliação, para inicio do funcionamento de mais leitos de UTI e Semi-UTI.

Também foi implantado no local um serviço de acolhimento, que tem melhorado o acesso das famílias a informação. Além disso, pessoas da região que recebem o atendimento em Dourados são melhor recebidos e encaminhados para hospedagem.

 

fonte: dourados.ms.gov.br