Família 500 da Honda chega remodelada e até 15% mais cara

As novas CBs 500 estão atrativas como nunca, mas também mais próximas do preço de uma 600




A renovação da família Honda 500 apresentada no fim do ano passado na Europa chegará no próximo mês às concessionárias com mudanças nas CBs 500F e 500X e na CBR 500R. As alterações estéticas e técnicas deixaram os modelos mais sofisticados e trouxeram inevitáveis reajustes nos preços de tabela, que antes variavam de R$ 23 mil a R$ 26 mil e agora passam à faixa de R$ 26 mil a R$ 29.900. Linhas mais angulosas acrescentam tempero à receita da Honda que antes era singela, além de cuidados aos detalhes que não existiam nas antecessoras agora serem notados no conjunto de iluminação por LEDs, tampa do tanque com dobradiça, jogo de cores nas pinturas perolizadas ou fosca (uma das alternativas para a F), entre outros vários detalhes.  

CB 500F e CBR 500R também ganharam nova ponteira de escape encurtada em formato trapezoidal, que ronca mais grave, enquanto a X manteve a grande ponteira cilíndrica cromada. Para adequar o sistema de injeção às normas Euro 4 do exterior foi necessário o remapeamento que, segundo a Honda, rende mais torque em baixas e médias rotações, mesmo não tendo alterado os números máximos do 2 cilindros de 4,55 kgf.m a 7.000 rpm e 50,4 cv de potência e 8.500 rpm. O tanque de combustível da naked e da esportiva ganhou um litro de capacidade, passando para 16,7 litros, e a X que já tinha um reservatório maior por conta da proposta estradeira soma 17,7 litros.

As demais mudanças técnicas são menos visíveis, porém de grande efeito na performance e qualidade dinâmica. As tampas das bengalas azuis com parafuso para regulagem da pré-carga da mola denunciam a possibilidade de adequar (ou personalizar a seu gosto) o funcionamento assim como já podia ser feito na traseira, para a moto mais ou menos carregada, ou mesmo atuação mais suave ou rígida ao copiar o piso. Atrás o amortecedor com link e nove regulagens foi trocado por outro de funcionamento mais progressivo. Os pneus Dunlop Sportmax não alteram a dinâmica dos modelos F e R, mas a troca pelo Trailmax na X causa o mesmo efeito já percebido na NC 750X remodelada, porque além de sulcos maiores têm banda de rodagem mais plana para aumentar a tração fora de estrada, com o efeito colateral de deixar a moto mais lenta nas mudanças de direção.

A segurança foi aprimorada através da substituição da pinça de freio dianteira por outra de maior potência, permanecendo o restante do sistema como era, e também há ganho de conforto com a introdução da alavanca de altura ajustável em cinco estágios. Os bancos mudaram para melhorar a ergonomia e, no caso de F e R, a estética ao serem separados para a composição de uma rabeta mais esportiva. As alças de garupa sumiram pelo mesmo motivo e passa a haver uma abertura de cada lado para as mãos, embaixo da rabeta, como na última versão da Hornet. Apenas a X ainda tem duas alças compridas para que o passageiro tenha mais facilidade e conforto ao se segurar, e nela também foi ampliado o para-brisa com duas posições de ajuste de altura (por parafusos).

Para a naked CB 500F as combinações de cores serão tricolor (branca, vermelha e azul), preta fosca e vermelha com preto, por R$ 26 mil e R$ 28 mil com ABS; a esportiva CBR 500R poderá ser preta com laranja ou vermelha por R$ 29 mil (versão única com ABS); e a crossover CB 500X será vermelha ou branca por R$ 29.900 (versão única com ABS). Todas terão três anos de garantia e assistência 24 horas com guincho. No caso da F as concorrentes mais próximas são a KTM 390 Duke por R$ 22 mil e as Yamaha MT-07 e Kawasaki ER-6 standard (sem ABS) por R$ 28 mil, o que posicionaria a 500 no meio-termo onde deve estar se os concessionários não praticarem sobrepreço, o que pode minar as chances do modelo contra concorrentes que entregam 40% mais potência entre outros benefícios – vide o que está acontecendo com a recém-lançada XRE 190, que deveria custar R$ 13.300 e não se encontra por menos de R$ 15 mil, enquanto uma Yamaha Lander 250 pode ser comprada por R$ 14.500. Já a CBR 500R enfrentará a proximidade de Kawasaki Ninja 650 (R$ 30 mil) e Yamaha XJ6 (R$ 31.500), e a CB 500X tem pela frente a Kawasaki Versys 650 de R$ 33 mil. 

 

 

Fonte: www.revistaduasrodas.com.br